Shirmani escondida

   - ...subitamente, senti um cheiro de essência de lótus rosada e surgiram estrelinhas ao redor da minha mama direita. Esta sempre fora estranhamente menos desenvolvida do que a outra. Asthin sentiu que havia algo preso nela precisando brotar e me ajudou a extrai-lo.
 
   Saia luz. Uma dimensão colorida se descompactou de dentro do meu seio e levou a minha consciência até a presença de uma Deusa aparentemente hindu. Tantos anos... quem diria que havia uma consciência de divindade escondida dentro de mim?
  Ela se vestia de verde e rosa com o cabelo preso atrás e o tilak (pinta vermelha que distingue o terceiro olho) na testa. Ao seu redor, o céu era rosado, subiam raios dourados do chão ao céu e alguns finos arco íris. Havia indivíduos descontraídos ao redor e eu, primeiramente a vi como adulta, sobre uma flor plana com uma espécie de coroa dourada de vários andares e pedras vermelhas no topo da cabeça e, depois, como jovem inocente sem o tal ornamento.
  Ela me mostrou uma personalidade feminina que eu não havia decodificado ao longo da minha vida, uma mais segura, confiante, sensual e íntegra. Absorvi aquilo e, enquanto ia embora, descobri que seu nome era Shirmani.
  Uma intensa onda de pressões e energias de desenvolvimento se contorceram pela minha mama até esta renascer, completando sua evolução no dia seguinte ao apresentar-se semelhante à outra.-

- quando Asthin extraiu a luz de meu seio, ele, que também está evoluindo e trilhando o caminho comigo, deixou fluir espontaneamente sua essência, ou seja, reconheceu a Unidade através da nossa amizade e evoluiu ao me ajudar a evoluir. Essa sua parte fluiu em forma de florzinha branca abaixo do seu umbigo.
   Ele me pediu para pegar para mim e eu senti uma aura masculina, tenra, carinhosa, fiel e forte vinda dela. Meu amigo em sua pureza. -

   Maria Fernanda B. 31/01/2013

  Sobre o Asthin- os espíritos estão todos evoluindo, mas, nesse caminho, alguns criam mais afinidade do que outros. Esta afinidade os ajuda a evoluírem uns com os outros devido ao seu auto reconhecimento. Este auto reconhecimento com outro indivíduo se deve ao fato de que, na origem, somos todos um, todos a Fonte. Sempre haverá uma parte sua no outro, e do outro em você, não importa quem esse seja.
 Dar carinho, ajudar, brincar e admirar o próximo são umas das formas de amar que expandem e unificam o Deus dentro de nós.

 ~ Aszur* ~
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A ESSÊNCIA DO CONVERSAR

CORAÇÃO AÇÃO - por HANIEL

Sabedoria de Bruxa Morgana sobre uso de Magia